Usando o DD

Resolvi trocar o HD do meu notebook por um de maior capacidade. Para isto comprei o dito HD e um case USB/e-SATA para aproveitar o HD que vai sair do computador.

Como eu não queria passar novamente pelo processo de instala/configura/verifica, tanto do Windows como do Linux, decidi procurar alguma alternativa parecida ao Norton Ghost, mas no mundo Linux.
Encontrei o comando dd.

O dd copia um fluxo de dados de uma entrada para uma saída. Pode parecer pouco, mas isto o torna capaz de copiar, bit a bit, partições ou HDs inteiros, mesmo que contenham outros SOs.

Coloquei o HD novo no case USB, e liguei o notebook com o Live CD do Ubuntu 6.06 Dapper Drake. Verifiquei se os HDs realmente não estavam montados e executei a seguinte linha de comando:

sudo dd if=/dev/sda of=/dev/sdb
Após pouco mais de 3 horas de espera, o resultado no terminal foi este:
155910825+0 records in 155910825+0 records out 79826342400 bytes (80 GB) copied, 16510.4 seconds, 4.8 MB/s
Troquei os HDs de lugar e liguei o notebook. Tudo certo! Só precisei usar o Gnome Partition Editor (gparted) para extender a partição com o /home para ocupar o restante do HD. Outra execução:
dd: writing to `/dev/sdb': No space left on device 145226113+0 records in 145226113+0 records out 74355769344 bytes (74GB) copied, 3674.27 s, 20.2 MB/s