Como se tornar um ótimo programador

Vamos iniciar o ano com um post sobre a mais importante qualidade de um programador. A preguiça.

Sim! Preguiça!

Um programador preguiçoso cria ferramentas que automatizam seu trabalho. Ele estuda e busca maneiras de tornar seu trabalho mais eficiente e menos demorado. Ele evita fazer a mesma coisa mais de uma vez, reestruturando todo um sistema para isto, se for preciso.

Sempre seguindo o lema:

Sou capaz de trabalhar arduamente a fim de evitar trabalho

Quem já não elaborou todo um micro framework, robusto,  configurável, para que todo aquele código repetitivo seja criado automaticamente? Investigou ferramentas de mapeamento objeto-relacional (ou objetorrelacional? maldita reforma ortográfica) a fim de não ter de escrever código da camada de acesso ao banco de dados?

Quem ainda não escreveu um script em Perl para processar um texto longo, trabalho que poderia ser feito facilmente, se você tivesse bastante tempo disponível?

Pois então, o preguiçoso busca aumentar o tempo disponível, e não gastar, principamente trabalhando.

O programador preguiçoso faz isto tudo e mais.

É preciso dar duro a fim de maximizar seus momentos de ócio. Agora cansei, vou dormir. Ou jogar Wii.