Arquivo da categoria: cacarecos

armadilhas para geeks

Controle Arcade 1P

Meu antigo controle andava meio abandonado. Primeiro pelo tamanho. É bem grande e desengonçado para se carregar por aí. E segundo, eu mesmo não estava jogando muita coisa que necessitasse dele – Left4Dead, por exemplo.

Isso até lançarem o Street Fighter 4 para PC.

arcade

O jogo é sensacional. Tem uma ótima jogabilidade, combos fáceis, combos difíceis, e os personagens são quase equilibrados entre si. Mas o principal atrativo é a possibilidade de se jogar online! Quando entrei no jogo para terminar no modo Arcade, e vi surgir um “Here comes a new challenger!”, me senti dentro uma casa de fliperama.

Isto me motivou a terminar meu projeto: o de um controle arcade individual. Há tempos eu havia planejado sua construção, mas a única coisa que eu tinha eram os botões, o controle e só.

Já era hora de voltar ao projeto. Primeiro criei um modelo no excelente Google Sketchup. Foi bem divertido criar o modelo. Ele se encontra logo abaixo, disponível para download.

Depois entreguei o projeto para meu amigo Batata, que, com suas ferramentas mágicas, tranformou placas MDF na caixa do controle. Um trabalho fantástico, praticamente profissional. Valeu Batata!

IMG_1836 IMG_1839

Instalei os botões e o joystick. Depois peguei a minha placa I-PAC e o instalei no interior da caixa, após ligar todos os cabos com suas respectivas microchaves com conectores F.

controle arcade controle arcade

E, depois de pronto, Round 1! Fight!

arcade

Roteador 3COM derrubando conexões

Eu havia comprado um roteador da 3Com, modelo 3CRWER101U, faz um pouco mais de um mês  quando decidi comprar um outro. O anterior foi para deixar na casa da minha namorada, servindo a 3 PCs, 2 por cabos e um por rede sem fio. Tudo funcionando.

Feliz com o alcance e maior quantidade de opções (embora o firewall não funcionasse), resolvi comprar um para meu uso. Decepção! O motivo para isto é a instabilidade em alguns tipos de conexão. Utilizo meu micro para trabalhar, e volta e meia necessito acesso remoto à alguns servidores Linux por meio de um terminal e conexão ssh. E o maldito roteador 3Com derruba a conexão, invariavelmente, sem motivo aparente.

E não é só a conexão ssh. Meu amigo, que compartilha da mesma rede, notou que o MSN também cai, sempre que ele recebe uma mensagem. Não investiguei a fundo o motivo para este comportamento. Até testei configurar de modos diferentes o aparelho. Mas parece que não estou só.

O jeito foi retornar para o DLink velho de guerra, que embora cambaleante e necessitar de reboot a cada dois ou três dias, permanece totalmente funcional no meio tempo.

Moral: se não estiver totalmente quebrado, não conserte!

Falando sério, vou agora pensar na troca por um Linksys.

Consertando o Wii barulhento

Meu irmão possui um Nintendo Wii. Ele é um excelente videogame, principalmente se você tem o Guitar Hero. Mas de uns tempos para cá ele ficou meio barulhento. Ele gera um pequeno ruído que incomoda um pouco. Incomoda tanto quanto um cortador de grama perto do ouvido. Este barulho é de enlouquecer.

Gravei até um vídeo para vocês ouvirem a desgraça. Assim fica difícil jogar, quase não se ouve a música.

O problema não é isolado. Diversas pessoas enfrentam este problema e relatam pela internet (Noisy Wii, Wii noise etc).

Mas tem solução! É bem simples e qualquer idiota consegue até eu consegui, mas é um tanto demorado, pois leva algumas semanas. Mas já explico porque.

O primeiro passo é adquirir duas chaves: uma philips e uma tri-wing.  Tri-wing? E a chave que gira os parafusos que só a Nintendo utiliza. Onde arrumar esta chave? Na DealExtreme.  É super barato: US$1,37, com frete grátis. Mas demora umas duas ou três semanas para chegar. E é esta a razão de se demorar tanto para consertar o Wii.

Com as duas chaves em mãos e um pouco de coragem siga as instruções deste site: http://wiki.nintendo-scene.com/index.php?title=Wii_disassembly. Não precisa fazer todos os passos, só precisa chegar neste:

Wii desmontado

Wii desmontado

Depois da desmontagem o console ficou assim:

Nintendo Wii desmontado

Wii desmontado

Mas com esta dica o problema sumiu! Bastou afrouxar dois parafusos. Clique na foto acima para ver que parafusos são estes, ou então veja o vídeo:

Problema resolvido e meus ouvidos agradecem.

Roteador 3Com 3CRWER101U

Bom, após meu terceiro roteador DLink 514 pifar, resolvi trocar de marca. É claro que eu não tinha três roteadores, mas são os três que devo dar suporte técnico plano familiar.

Comprei agora um roteador da 3Com, modelo 3CRWER101U, pois o preço estava bem em conta, ao menos em comparação com os 3Com que eu havia visto no passado.

Roteador

A inteface de configuração é bem simples, existe a opção de se configurar um DNS para toda a rede (já coloquei o OpenDNS) e outras coisitas mais (MAC filtering etc.).

Mas notei que a navegação estava lenta. Muito lenta. Lentíssima. Coisa de navegador desistir de esperar e mostrar página de erro.

Solução? Desligar o firewall do roteador. Vamos ver se alguma atualização de firmware resolve. Bom, vivi até agora sem firewall no roteador, consigo viver mais um pouco.

Controle Arcade

” The three most dangerous things in the world are:
a programmer with a soldering iron,
a hardware type with a program patch and
a user with an idea. ”
— The Wizardry Compiled – Rick Cook

Mongagua__jan_2004__045

Nesta seção estão projetos relacionados ao meu famigerado controle arcade. Para quem não sabe, arcade é o termo usado para os “fliperamas”, como é usado amplamente aqui no Brasil (pelo menos em São Paulo =P).

Update: estou com um novo controle! Visite a página!

Controle Arcade

As motivações de se construir um controle arcade são:

  • economizar dinheiro em fichas;
  • poder jogar a vontade em sua própria residência;
  • pretexto para juntar os amigos;
  • e finalmente, as casas de fliper estão se extinguindo, sobrando as máquinas dos shoppings, que geralmente cobram o olho da cara para jogar em máquinas de jogos já desatualizados e com controles quebrados.

As informações contidas aqui, assim como as de todo o site, são de uso pessoal e divulgadas apenas para o aprendizado e exercício de linguagens relacionadas à web.

Portanto, eu garanto que não sou nenhum perito em eletrônica, marcenaria ou coisa que o valha. Longe disso, tive que aprender do jeito mais divertido: fazendo. Mas tive a ajuda inestimável de dois companheiros: o computador e o Google.

Construção

Primeiramente é necessário criar um layout à sua conveniência. Como quase sempre jogo jogos de luta, decidi por 6 botões de ação para cada jogador, além de dois botões auxiliares para funções tais como inserir ficha e start.

Controle Arcade

Como pode-se ver, escolhi um desenho bem simples para meu controle. Serve para a maioria dos jogos de luta. Os botões 1P e 2P são os player 1 e player 2. A e B servem para colocar fichas, o resto serve para se divertir.

Depois é hora de desenhar seu projeto. Pode-se usar o AutoCAD. Mas como eu queria algo simples e não tenho tanta intimidade assim com este software (e nem tenho a baratíssima licença), desenhei com alguns antigos companheiros: lápis, borracha e régua (hoje em dia temos o excelente Google Sketchup).

Logo após, fui comprar as peças, já impaciente em pôr a mão na massa.

Material:

  • 2 alavancas
  • 20 botões
  • 1 placa de acrílico 8mm(o tamanho depende do desenho do teu projeto)
  • madeira 15mm(já comprei as tábuas de compensado cortados na medida)
  • cola pra madeira
  • lixa para madeira
  • pregos
  • duas dobradiças para armário (para facilitar o acesso ao interior )
  • um rolo de contact preto (sobrou bastante, sugiro comprar por metro à granel)
  • 8 parafusos franceses (aqueles com cabeça arredondada, presas por meio de porcas)
  • uma porrada de fios e cabos
  • fitas adesivas e afins

Ferramentas:

  • ferro de solda
  • furadeira e brocas para madeira
  • serras copo (de 1 1/8 para os botões)
  • chave de fenda, martelo, etc…

Encontrei os botões e a alavanca na região da Santa Ifigênia/SP, mais precisamente na loja Fratello Games (Rua Sta Efigenia 295, 2º andar). Caso não encontre a loja, ou o site esteja fora do ar (provável…) tente uma busca por “arcade” no Mercado Livre, alguma coisa você deve achar. O resto encontrei no Castorama, Leroy-Merlin, C&C…

Após a aquisição do material peguei uma caixa de papelão que eu tinha em casa e montei todo o controle nele, para testar a ergonomia de meu projeto, tais como separação entre botões, distância deste para a alavanca. Aprovado o desenho, cortemos a madeira.

Desmontei o teclado completamente, sobrando em minhas mãos a placa com circuito e três folhas presas entre si com os contatos para os botões. Agora vêm a parte chata. Obter a matriz que mostra como os contatos se relacionam com os botões. Para esta tarefa recomendo a leitura COMPLETA deste site: EmuAdvice.

Atualização (08/jan/2003)

Após muitos emails pedindo explicações sobre a leitura da matrix do teclado, reitero que existem muitos exemplos no site da BYOAC. Outra página, para aqueles que gostam de figuras nos textos, é este (encontrado no BYOAC). Um programa útil você pode encontrar aqui. Se mesmo assim está difícil tente este tópico no fórum da revista PCs. Qualquer dúvida me mande um email!

Atualização (26/ago/2004)

Pouco contente com o resultado do keyboard hack, devido aos problemas de key ghost/blocking [era muito difícil pressionar uma diagonal e mais três teclas simultaneamente, e mais ainda com dois jogadores, se bem que ninguém joga com o Zangief mesmo, hehe], além de umas soldas frias no PCB do mesmo [ainda aprendo a soldar...], decidi atualizar o miolo do meu controle.

Assim, retirei a parte sobre o “keyboard-hacking”, agora que meu projeto utiliza o I-PAC, substituindo por informações para modularizar o controle, tornando mais simples a adaptação para diversos tipos de consoles de vodeogames. Caso queira informações sobre como usar um teclado velho, visite o ótimo site da BYOAC (Build Your Own Arcade Control). Agora, vamos à construção do monstro.

Após comprada e cortada a madeira necessária, montei a caixa para meu controle passando cola em toda a extensão das bordas das tábuas e depois pregando (com pregos!) as peças. Feito a caixa, fui para o tampo, no qual seria montado o controle.

Controle Arcade

Controle Arcade

Meu tampo consiste em uma placa de acrílico e uma placa de compensado. Decidi utilizar uma placa de madeira bem fina (4mm) para não ter problemas em colocar a alavanca. Desenhei o layout na placa de madeira, chequei o desenho, chequei de novo, chequei mais uma vez (nunca é demais… ) e então a prendi por meio de fita crepe (muuuuuita fita) à placa de acrílico. Passei a furadeira com a serra copo em todos os pontos marcados. Encapei a caixa e a parte de madeira do tampo com o contact e então prendi o tampo à caixa por meio das dobradiças. Coloquei todos os botões e as duas alavancas.

Para a parte elétrica, eu planejei modularizar o controle. De que maneira? Simplesmentes conectando todas micro-chave em um cabo-manga com fios suficientes, e depois utilizar um conector DB-25 (macho, no caso), como aquelas usadas em impressoras.

O antigo controle pronto para receber o novo recheio. Será adicionado um cabo manga com vinte e seis vias, uma para cada botão e dois pro terra. Cabo este que será ligado à um conector DB25, para que possa ser ligado ao adaptador citado acima.

O cabo usado neste projeto foi um cabo-manga com vinte e seis fios. O problema é que muitas cores são repetidas, assim para saber com qual fio estou lidando, de ponta a ponta, só com o auxílio do multímetro.

O esquema elétrico é bem mais simples que com o uso do PCB do teclado (além de não ter de ficar analisando os famigerados “key-ghosting/key blocking”). Todas as micro-chaves tem conexão com o terra. Assim basta passar o mesmo fio, de liagação com o terra, de micro-chave em micro-chave.

O aspecto não é dos piores… Melhor que a bagunça de antes.

Controle Arcade

Controle Arcade

E o que seriam estes módulos? Uma caixa contendo os cicuitos de gamepads (controles de videogames), ligados de alguma maneira em um conector DB-25 (fêmea, para ligar ao controle). Assim, basta eu comprar dois gamepads de um videogame X, abrí-los, dar uma estudada no que fazer, e criar o módulo. E pronto! Controle arcade para o videogame X.

Controle Arcade

Módulo DreamCast

Após muito tempo imaginando como seria finalmente jogar Street Fighter III em um controle realmente decente e aprender como jogar DE VERDADE, usando o parrying (que é o que realmente inova neste SF), decidi que já era hora de adaptar dois controles de DreamCast (único console a contar com uma versão deste excelente jogo, pelo menos até a presente data) no meu controle arcade.

Para tanto utilizei dois controles de “segunda linha” comprados no Stand Center, conhecida galeria de material contrabadeando da Avenida Paulista. A marca dos controles é Players.
gamepads de DreamCast

Controle Arcade
O da direita não serviu.

Para esta adaptação fora utilizados dois controles como este da esquerda. O da direita mostrou-se inútil para este tipo de serviço, pois seu PCB não possuia um terra único. Isto acabava com meus planos, visto o modo como montei meu controle arcade (todos os botões compartilham um mesmo terra). Por isso, um aviso: fiquem longe dos controles com Turbo e funcionalidades desnecessárias.
placa do controle
Controle Arcade
O PCB do danado

Observando o PCB do controle, nota-se que os contatos têm uma boa área metálica. Isto facilita bastante o trabalho de soldagem, principalmente para pessoas desastradas como eu =P.
botão analógico
Controle Arcade
Controle Arcade
O botão analógico

Tive de estudar como trabalhar os botões L e R, pois eles são originalmente analógicos.Por sorte o circuito que produz o efeito analógico é muito simples, consistindo em uma trilha de metal resistivo, funcionando como um potenciômetro bem ordinário. Os botões L e R deslizam seus contatos pela placa, aumentando ou diminuindo a resistência, definindo a “força” do pressionamento.
conector do VMU
Controle Arcade
Vamos nos livrar da parte inútil

Como eu coloco meus módulos em práticas e baratas caixas plásticas para fitas de VHS, tive de me livrar da parte inútil do PCB do controle, de modo a deixá-lo um pouco mais magro e poder entrar na caixa. Esta parte “inútil” se trata dos botões L e R e seus respectivos PCBs.
conector do VMU serrado
Controle Arcade
Diversão com a serra

Mas o miolo do controle continuou muito grande. Parte do tamanho é devido ao conector para os VMUs. Mas precisamos de apenas um VMU por controle (ou nem isso) e existem dois em cada. Então, para deixá-los menores, retirei uma das portas para utilização do VMU de cada um deles, após um pouco de trabalho com a micro-retífica.

Dá para se observar pelas fotos o quanto o controle ficou menor, pronto para ser enfiado em uma caixinha de fita VHS.
PCB na caixinha de VHS
Controle Arcade
Encaixou-se quase perfeitamente

Após soldado tudo, é só encaixar o PCB do controle de modo que a caixinha plástica consiga ser fechada. Para isso fiz um pequeno furo em cada caixa para que o pino metálico do direcional analógico pudesse ter espaço suficiente.
caixinhas de VHS com o PCB
Controle Arcade
Um controle em cada caixinha

Após todo o trabalho, tive que colar duas caixas de VHS entre si para gerar espaço suficiente para os PCBs dos controles, um PCB em cada caixnha. Além de gordo, o PCB era muito largo, assim, apenas uma caixinha de VHS não dava.
marcando qual o controle 1 e o 2.
Controle Arcade
Marcando qual controle é qual

Como o cabo é muito comprido, foi necessário, para facilitar a conexão, marcar qual conector pertence a qual parte do controle arcade: jogador 1 ou jogador 2. Assim não é necessário ficar retirando o colocando de volta o controle no console, atrasando o hora sagrada da jogatina.
Controle Arcade
Ligando os safados no DC

E finalmente o módulo DC para o controle arcade conectado no DreamCast. E o melhor de tudo, funciona! É o mínimo após todo o trabalho. Agora posso continuar a jogar SFIII do jeito que ele deve ser jogado.
ligando o modulo no controle
Controle Arcade
Como o módulo é ligado no controle

O módulo DC no controle arcade, através de um conector DB25 (igual os utilizados em impressoras paralelas).

Módulo Playstation

objetivo: Adaptar o controle para que tenha interface USB.

solução: Abrir dois controles para Playstation e usar seus circuitos. Para usar no PC basta um adaptador [ou dois] do tipo PSX<->USB.

problema: O adaptador PlayStation<->USB/PC não presta para jogos de luta (e talvez a maioria dos jogos de ação). Ele possui um atraso considerável entre o pressionar do botão e a ação no jogo.
modulo PS/PS2
Controle ArcadeO módulo PS/PS2

Pouco contente com o resultado do keyboard hack, devido aos problemas de key ghost/blocking [era muito difícil pressionar uma diagonal e mais três teclas simultaneamente, e mais ainda com dois jogadores, se bem que ninguém joga com o Zangief mesmo, hehe], além de umas soldas frias no PCB do mesmo [ainda aprendo a soldar...], decidi atualizar o miolo do meu controle.
modulo PS/PS2
Controle Arcade
O módulo pronto

Escolhi como novo cérebro joysticks de Playstation da Players [à venda em qualquer camelô especializado em videogame e acessórios] que custaram 10 reais cada [devem ser mais baratos no lugar certo, mas enfim...].

Um pouco de trabalho de solda com o miolo dos controles de Playstation. Cada botão do controle é acionado ao se realizar um curto, fechando o circuito entre o terra e o contato correspondente. Assim eu soldei um fio em cada contato (direcionais e botões de ação) e um no terra, a partir do cabo manga, ligando tudo num conector DB-25.

Eis o módulo criado por mim. Ele é destacável, assim posso criar, a partir de controles de outros videogames, outros adaptadores compatíveis. O controle Arcade pode funcionar em qualquer console, bastando trocar o módulo, que se conecta no controle Arcade por um simples conector DB-25.

Controle Arcade

Comentários antigos

Os comentários abaixo vieram da página do wiki, que migrei para cá.

hahah, beleza, legal!!

Somos nós, os loucos por videogames!!

– dial-up-200-184-37-52.intelignet.com.br (2006-10-12 12:22:15)
Aeee… muito bom o tutorial, cara me diz uma
coisa, tem como você disponibilizar o projeto ou coisa parecida?! faz o sistema
pra venda? sem as madeiras? para não pesar no sedex?!

Valeu Cara!! Abraço!

– 201008241136.user.veloxzone.com.br (2006-12-01 10:27:50)
ah sim, davigmatos@gmail.com o e-mail se você
resolver alguma coisa! =D

– 201008241136.user.veloxzone.com.br (2006-12-01 10:41:53)
Parabens pela idéia, eu confesso que copiei usar
as caixas de fita para as placas de controle e o uso de conectores, mas para dar
uma flexibilidade ainda maior ao meu arcade eu usei além do db25 um db9, pois
não usei o comum, eu jupeei os botões par por par individualmente, deu mais
trabalho, mas assim eu garanto maior flexibilidade.

– 201.53.83.81 (2007-03-26 21:25:50)
m tempo, meu e-mail é lhcca@ig.com.br (eu que
copiei suas idéias).

– 201.53.83.81 (2007-03-26 21:26:45)
Comprei direto no site. Veio certinho e sem
problemas, EXCETO a super taxa de importação que teve de ser paga na entrega,
que chegou a um pouco mais de 100% do valor bruto do produto… (imposto + taxa
de desembaraçamento)

SeitiYamashiro
(2007-04-02 00:57:10)
Blz Seiti! Vc poderia me dizer mais sobre as
taxas de importação? Tenho um amigo q tem uns contatos nos EUA e pensei em pedir
pra comprarem lá e me enviarem. Será que terei q pagar essas taxas tb? Qto
acabou saindo o seu IPAC?

– 201-14-252-161.paemt705.dsl.brasiltelecom.net.br (2007-04-02 11:25:26)

Deve ter custado uns 180 dólares… =P

SeitiYamashiro
(2007-04-09 22:24:59)
entao cara eu fiz com o controle de playstation e
funcionou normal eu ate adaptei o analogico ficou show de bola

– 200-100-70-66.dial-up.telesp.net.br (2007-06-16 19:54:52)
Olá, Como resolveste os VMUs do dreamcast?
Ficaram dentro da caixa do arcade? Muito bom essa sua ideia to pensando em
copia-lá para montar um….

Ate mais,

Mauro

– 189.27.128.148.host.gvt.net.br (2007-07-18 18:15:38)

Ficam dentro da caixa plástica para VHS. =)

Ao menos ficam protegidas.

SeitiYamashiro
(2007-07-20 23:55:34)

Beleza Seiti?

Eu comprei no site da Ultimarc um I-pac para 4 controles, mas ao chegar em
Viracopos deu problema porque a DHL não tinha como cobrar os impostos no meu
endereço, poderias entrar em contato no meu mail:
bruno.piazera.zacchi@terra.com.br para eu saber como aconteceu contigo? Abraços!

– 200-215-99-124.fnsce701.dsl.brasiltelecom.net.br (2007-07-30 12:14:25)
Bruno, a entrega foi realizada sem problemas, mas
tive de pagar o imposto na contra-entrega para o funcionário da transportadora.

SeitiYamashiro
(2007-08-14 21:06:49)

Seiti,

Notei agora o que aconteceu com o vmu’s, o qual quero montar pretentdo
aproveitar um vmu no proprio arcade, com saves de jogos de luta mesmo. Irei
fazer os controles independentes, mas fiquei em duvida sobre o DB-25, como fazer
as conexões para o controle e para o PC? Tem algum link que eu possa dar uma
pesquisada?…desculpa a demora, é a falta do tempo eheheh Valeu pela resposta
anterior…

Até mais,

Mauro

– 201.86.202.140.adsl.gvt.net.br (2007-09-10 12:56:58)
Bom, nào tem mistério. Arranje um controle bem
baratinho (um da Players, por exemplo), desmonte-o e teste as ligações elétricas
com um cabo. Geralmente existe um terra compartilhado por todos os botões.

Um site legal é o arcadecontrols.com !

SeitiYamashiro
(2007-09-11 01:08:45)

Caro,

Parabens pelo tutorial. Eu tenho um controle de play adaptado para arcade mas
ele quebra com rapidez. Já que os comandos são feitos com fechamento de
circuito, não seria mais interessante fechar diretamente o circuito sem passar
pela placa do play? favor se puder responda pra o meu email: gilson401@yahoo.com

– trap-t.br-petrobras.com.br (2007-10-19 14:47:07)
eu queria um esquema do controle de ps2 para
arcade por favor mande para esse email; sandrinho-costa@hotmail.com

– 18912227162.user.veloxzone.com.br (2007-11-19 14:28:46)

Não existe “esquema” nenhum…

SeitiYamashiro
(2007-11-22 21:16:47)
Nossa cara, deixa eu esclarecer uma dúvida… o
fato de vc colocar o DB-25 como ponte para depois ligar o controle (hack) em si
não causa um atraso nao? (delay)

Valeu.

Rodrigo.

– proxy.semad.mg.gov.br (2007-12-07 11:14:55)
Não creio ser o caso, pois não envolve nenhum
circuito lógico, apenas um curto envolvendo o DB25.

SeitiYamashiro
(2007-12-07 19:49:48)

Seiti,

Afinal como fez com os botões L e R?

Tenho um xbox e gostaria de fazer um controle (módulo xbox). O controle do X é
semalhante o do Dreamcast…

Obrigado.

Rodrigo – BH

– 20158187239.user.veloxzone.com.br (2007-12-09 16:15:22)
Com o circuito do controle original não havia
jeito. Por isso comprei um controle genérico, que possuia um circuito muito mais
simples para trabalhar.

SeitiYamashiro
(2007-12-09 18:11:32)
Seiti, ficou maneiro o que voce fez com o
controle de DC mas eu queria pedir que se pudesse botar uma foto com melhor
resolucao de como ficou a placa conectada pois esta muito fraca a resolucao.

Eu ja montei quase tudo mas ta faltando os analgicos, o meu controle eh original
pois nao acho nenhum da players pra vender “(

– 20151014031.user.veloxzone.com.br (2008-01-25 00:19:40)
No controle original os gatilhos analógicos, pelo
que pude observar, funcionam de um modo mais complexo. Preso aos botões L e R
está um imã, que, ao aproximar-se de um circuito embutido na placa principal do
controle, deve aumentar ou diminuir a resistência elétrica neste circuito.

Não encontrei uma maneira óbvia para aproveitar o controle original, por isso
comprei um controle genérico, que utiliza um circuito mais simples (e barato).

SeitiYamashiro
(2008-01-26 12:55:44)

queria saber a respeito das direcionais ??? :/

– 20151100182.user.veloxzone.com.br (2008-01-28 21:30:13)

Os direcionais funcionam! =)

SeitiYamashiro
(2008-02-26 18:02:05)
queria saber se você vende o controle de arcade
com baia dupla para playstation 1 e 2 e o preço valeuuuuuuuuu.
email:www.cleiberrodrigues@bol.com.br

– 201.67.226.141 (2008-03-02 11:56:16)

Olá seiti,

Ainda to na luta pra montar o arcade, hehehe mas pesquisando é que a gente
aprende, eu vi a montagem usando o lpt-switch. Além de barato, bem simples..Será
que é possivel fazer a montagem do modulo dreamcast, com essa configuração? e o
DB25 é realmente necessário? ou posso fazer a ligação diretamente nos fios dos
botões? peguei a ideia deste
site..http://www.arcadebr.com.br/modules/xt_conteudo/index.php?id=21

– 201.86.194.10.adsl.gvt.net.br (2008-03-05 12:01:50)
Para o Dreamcast o mais viável é você comprar,
como eu, alguns controles baratinhos. E pode-se ligar direto no circuito dos
gamepads, mas daí você não poderá trocar o circuito tão facilmente, que era meu
objetivo!

SeitiYamashiro
(2008-03-05 20:43:34)
Entendo, no meu caso não quero fazer trocas de
pads, e além do mais encontrar controle de Dreamcast aqui em porto alegre é
coisa pra arqueólogo, como tenho 2 sobrando usarei para a montagem dos arcades,
o único intuito é fazer para o PC e Dream….

– 201.86.211.137.adsl.gvt.net.br (2008-03-10 09:41:10)
e ae caras,bom estou com um problema,comprei um
controle arcade de locadora até ai tudo bem mas tem um porem,este controle veio
com um contador

de minutos eu nao consigo tirar este contador de minutos,uma pergunta para o
controle de arcade pegar é só fazer a fiaçao ou tem que coloca lo na energia
avaleu caras se poderem me responder

meu e-mail:pudy_dead@hotmail.com valeu

– 189-46-71-244.dsl.telesp.net.br (2008-03-12 14:17:22)
Sobre o Dreamcast: cara, se você conseguir fazer
os botões L/R funcionarem no arcade, me passa! Sem ser por um sistema mecânico,
ou criação de um circuito, eu não tenho idéia.

Quanto ao arcade com timer, acho que só abrindo e fuçando para saber!

SeitiYamashiro
(2008-04-15 10:48:11)
Po, bem bacana. Vocês saberiam me informar onde
testar e adquirir um controle para PC-USB compatível com windows vista starter
que funcione com o NeorageX 5.0? Desculpem, mas a minha turma entrou no túnel do
tempo e tem sido divertido quando jogamos em playstation, mas é bem melhor no
PC. Aguardo uma resposta e desde já, agradeço pela atenção. Leandro Ribeiro

– 189-46-95-66.dsl.telesp.net.br (2008-04-21 22:38:49)
Caso possam me dar mais dicas, segue meu email:
Leandro Ribeiro – leandroribeiro8@hotmail.com

– 189-46-95-66.dsl.telesp.net.br (2008-04-21 22:41:23)
Bom, eu não uso o Windows Vista, mas acredito que
qualquer controle USB deva servir. Se não servir aconselho a trocar de sistema
operacional. Bah, mesmo se servir, aconselho a troca. =)

SeitiYamashiro
(2008-04-28 10:01:40)
Estava lendo seu tutorial e ficou lindo seu
controle

me inspirei e quero fazer um Igual

Meu nome é Gustavo sou de Salvador,faço Biologia, tenho 30 anos e dês dos 09
anos eu jogo em arcade, para mim é o melhor!!

Eu gostaria de fazer meu controle igualzinho ao seu, e tenho umas perguntas:

Qual a medidas que você usou do controle, tipo da madeira o tamanho, o espaço
entre os componentes, de um player para o outro

A outra é sobre os módulos (ótima idéia!) tem algum esquema?

Meu email é carlosgustavoss@gmail.com

Desde de já agradeço e Obrigado por colocar na internet essa maravilha de
tutorial

– 189104012149.user.veloxzone.com.br (2008-07-06 11:41:21)
As medidas foram tiradas no olhômetro. Direi o
que fiz. Comprei as alavancas e botoões arcade. Depois construí um protótipo
utilizando uma caixa de papelão.

Quando fiquei satisfeito com a posição dos botões eu tirei as medidas e
finalmente cortei a madeira, uma chapa de prensado 2mm.

SeitiYamashiro
(2008-07-10 08:12:14)
Bom, segui seus conselhos e já fiz a caixa, ta
uma maravilha, falta eu compra os botões e alavanca ( o dim dim acabou) tenho
uma duvida (desculpa encher o saquinho :D) eu queria saber o que voce usou para
fixar o arcadinho para ele não “rebolar”

Des de já agradeço e desculpa o incomodo

– 189104012149.user.veloxzone.com.br (2008-07-14 21:12:51)
Olá ! Eu estou interessado em montar meu controle
de arcade também, eu pretendo montá-lo com a placa de um controle de playstation
e queria saber como funciona e o que eu vou precisar, esse ferro de solda é
caro? Enfim, eu não entendo muito disso, mas fiquei interessado no que você fez
e queria fazer um também? pode me dar umas dicas? meu e-mail é
nery-666@hotmail.com, desde já obrigado !

– 189.27.201.251.adsl.gvt.net.br (2008-07-17 13:17:03)
Olá! sou eu de novo, o Nery, eu estava analisando
meu controle de playstation e entendi o que você fez no exemplo, mas ainda tenho
uma duvida : o que é esse cabo terra? se eu soldar cada contato o controle vai
funcionar normalmente ou é preciso mexer no terra? obrigado !

– 189.27.200.86.adsl.gvt.net.br (2008-07-18 08:08:54)

hehehe…. ótimo esse tuto…

estou montando meu controle de arcade. comecei ontem. estou fazendo com
controles de dreamcast originais!!!

fiz o teste hoje e até o momento esta tudo dando muito certo. só tenho duvidas
se o “L” e o “R” vão funcionar bem em jogos que têm que ficar apertados por um
longo tempo.tou baixando o lemans 24 h e chegando em casa farei o teste da
aceleração. depois eu mostro como foi que eu fiz para ligar o “L” e o “R” com
detalhes.

abraços

– 189-46-95-51.dsl.telesp.net.br (2008-07-23 16:19:35)
tenho duvidas sobre a espessura dos fios de
ligção do arcade???????????

– 189-78-169-149.dsl.telesp.net.br (2008-07-29 20:01:12)

marcelo cesar

ae.. como disse que faria… vai aqui o link para as fotos da montagem do meu
controle de arcade com controle original de dreamcast

http://picasaweb.google.com.br/marcelo.cesards/ControleDeArcade

espero que seja muito útil para alguem.

abraços

– 189-18-227-7.dsl.telesp.net.br (2008-07-29 20:02:29)

marcelo cesar

eu usei um cabo velho de impressora que eu tinha.. hehehe…

mas de uma olhada nas fotos do meu controle que montei no link

http://picasaweb.google.com.br/marcelo.cesards/ControleDeArcade

talvez possa lhe ajudar

– 189-18-227-7.dsl.telesp.net.br (2008-07-29 20:05:13)

Hey Marcelo, ficou bem bacana teu controle! =)

Legal a idéia de prender os gamepads embaixo do tampo.

SeitiYamashiro
(2008-07-30 22:22:01)

marcelo cesar

e ae beleza

tenho que te agradecer seiti yamashiro, teu tuto foi muito importante na
construção do meu controle e, volto a repetir que o teu tuto ficou ótimo. um
abraço

– 201-92-155-64.dsl.telesp.net.br (2008-08-02 13:02:09)

Ae seiti,

Eu ainda nao tive como iniciar o controle mas ano que vem vai eheheh,tive
problemas estudantis no curso, então tive de me dedicar mais (pra nao repetir de
ano) e então eu voltei a sua página mais para procurar se tinha alguma coisa
sobre o controle arcade com botoes turbo, to pensando em fazer pelo menos um dos
botoes com essa caracteristica, sobre os botoes L/R eu nao tinha pensando ainda
sobre este problema mas quero ver se resolvo sem ter de mexer muito na placa de
repente diretamente na saida dos fios, sei lá….bom se tu tiver alguma idéia
sobre como fazer um botão turbo usando componentes e não via software, eu
agradeço…se nao for incomodo poderia me enviar pelo email:

mandraqueazul@gmail.com

Valeu por toda a ajuda, e ano que vem esse filho nasce eheheh até mais

– 189-30-224-240.paemt701.dsl.brasiltelecom.net.br (2008-12-31 16:37:36)

Resolução de ano novo? =)

Cara, recomendo você comprar controles com turbo para poder utilizar o circuito.
Não tem mistério. Cada botão funciona como uma chave, fechando/abrindo um
contato.

Ligando dois fios por contato você terá o resultado desjado! Meu projeto ficou
mais complicado que isso por conta do uso do fio terra comum, e para que
funcionasse em vários aparelhos.

Boa sorte no projeto! E não deixe de postar teu link aqui!

SeitiYamashiro
(2009-01-06 16:54:06)

olá seiti,

Estou usando umm controle comum mesmo, é o que temos no momento, estou tentando
fazer uma gambiarra com um multivibrador astável…vamos ver se dá certo…valeu
pela dica…. até mais…

– 201-66-181-86.paemt701.dsl.brasiltelecom.net.br (2009-01-14 19:36:23)
Olá a respeito do surporte para o controle na
foto acima oque vcs usaram para ficar em uma altura ideal????!Grato!!!

– smtp.engevix.com.br (2009-01-19 15:39:44)
Eu usei um suporte de teclado. Teclado musical, e
não teclado de digitar! O problema é que mesmo assim, devido ao peso do
controle, não ficou uma maravilha. Balança um pouco, mas dá pro gasto. =)

– c9342454.virtua.com.br (2009-01-29 01:33:11)
POxa… eu queria a sequencia de cabos para o
dreamcast… não dá para ver direto. talmid12@hotmail.com

– 20150094047.user.veloxzone.com.br (2009-02-14 22:00:36)

Olá Seiti,

Finalmente consegui terminar o projeto dos meus arcades caseiros para o
Dreamcast, como não tinha um outro uso para eles, então não sei se terei uma
adaptação para o PC…mas isso é algo para futuro. Não coloquei as fotos em
algum servidor de imagens, as coloquei direto no meu orkut então deixo o link
para vocês darem uma olhada e se quiserem comentar também….

http://www.orkut.com.br/Main#Album.aspx?uid=4990526142223843215&aid=1235563002

Gostaria de te agradecer Seiti, pelo tutorial e pela ajuda que me deste no
começo deste projeto. Ele se tornou muito satisfatório e compensador no final
das contas, é um projeto tecnicamente fácil e aos iniciantes, tenham
paciência…Por fim, muito obrigado pela sua colaboração.

Até mais,
Mauro Ledesma

– 201-66-160-136.paemt701.dsl.brasiltelecom.net.br (2009-02-25 16:19:26)
Ficou bem bacana Mauro! Usou MDF? Dá mais
trabalho, mas o resultado fica bem mais profissional, como pode-se ver no seu
controle.

E é isso ae, só precisa de vontade e não ter medo de errar! =)

SeitiYamashiro
(2009-03-16 13:46:37)

Impressora Lexmark Z645 no Ubuntu Linux

LexmarkZ645

Comprei uma impressora baratinha da Lexmark, mas descobri que ela não tem suporte nativo do Ubuntu Edgy Eft ao Hardy Heron. Só para constar, uma multifuncional HP que eu havia testado antes foi detectada e funcionou sem nenhum problema. Parece que as HPs possuem um suporte melhor ou mais maduro, seja por parte da comunidade ou da empresa.

Muita gente, aqui nos comentários, parece não notar que uso Linux. Se você precisa de um driver para algum sistema Windows tente o site de downloads da Lexmark.

Bom, a solução foi instalar pacotes que possuíssem os drivers. No site da própria Lexmark não existem drivers deste modelo para o Linux. Mas pode-se utilizar o do Z600. O arquivo está empacotado em um tarball, mas o binário correspondente está no corpo do script de instalação. E o próprio binário embutido no script está no formato RPM, fazendo com que usuários de distros baseados no Debian tenham de processar o pacote RPM através do alien, a fim de criar um pacote Debian.

Felizmente o pessoal da Indexdata fez todo este trabalho e disponibilizou para o pessoal baixar gratuitamente: http://www.indexdata.com.br/Linux/Impressoras/LexMark/

É só pegar os pacotes .deb e instalá-los.

Parece que não existem mais os pacotes Debian. Não há problema, siga as instruções do Fórum do Ubuntu, e depois entre com o comando:

sudo apt-get install libstdc++5

Depois entre na pasta /usr/share/cups/model/ e dê o comando:

sudo ldconfig
sudo gunzip Lexmark-Z600-lxz600cj-cups.ppd.gz

Reinicie o CUPS:

sudo /etc/rc2.d/S20cupsys restart

Eu ainda tive de dar o arquivo PPD aberto acima na hora de adicionar a impressora, na caixa de diálogo do Gnome. Para uma interface mais completa ao CUPS, acesse http://localhost:631

Bom, saindo um pouco do escopo do texto, comprei recentemente um cartucho de tinta preta Extralife 4916 (número de série G680021191), pois ela vem sem cartucho preto (só colorido) e na papelaria só havia desta marca.
Infelizmente a qualidade do cartucho deixou muito a desejar, falhando após a impressão de cerca de 12 folhas em duas semanas (resolvido, veja a nota 2).

E estas tais falhas da impressão significam deixar o texto ilegível. Conclusão: compre produtos originais. O barato sai muito mais caro. Na verdade acho que é melhor comprar impressoras HP mesmo.

Notas:

  1. Parece que minha alegria durou pouco. Hoje, após já ter impresso várias folhas em outras ocasiões, a impressora simplesmente parou de responder aos pedidos. E quando tentei reinstalar, nem ao menos aparece na lista de impressora detectadas… Bom, o fato é que a impressora pifou. Tentei instalá-la no Windows XP e ele nem ao menos detecta a desgraçada. O negócio é trocá-la por uma HP. A impressora voltou à vida! Deu um pau nela que precisou de um “reboot”. Foi retirá-la da tomada e recolocá-la que ela ressucitou.
  2. A Extralife trocou meu cartucho ao custo do envio do cartucho para o escritório em Osasco. Na análise deles o cartucho apresentou defeito no chip. Nem tudo está perdido…

Vivo ZAP no Ubuntu 8.10 pelo N95

Há alguns dias, finalmente instalei o Ubuntu 8.10, Intrepid Ibex, em minha máquina. Fiquei sabendo pelos posts pela internet afora como ficou fácil e simples conectar-se a internet através de um modem, celular ou smartphone.

Eu já havia tentado isto com meu celular Nokia N95, mas sem ir fundo e editar arquivos de configuração, no Hardy Heron. Sem sucesso. O caso foi bem diferente agora. Vou relatar então como realizei esta tarefa, que acabou sendo muito simples. Note que testei no Vivo ZAP, mas pelo próprio wizard, ou assistente de conexão, percebi que deve ser mais fácil ainda conectar-se pela Oi, Tim e Claro. Você já vai ver o porquê.

O primeiro passo é bem simples. Basta conectar seu N95, ou outro celular e modem, via USB no seu notebook. Surgirá a opção de sempre no seu N95 para escolher o tipo de conexão. Escolha PC Suite. Aparecerá automaticamente a seguinte mensagem em seu desktop:

Blog assorted pics

Ao iniciar a configuração, seguirá um assistente, ou wizard. Basta seguir o assistente a la windows.

Blog assorted pics

Minha surpresa foi observar a tela abaixo. Já existem configurações prontas para alguns provedores de telefonia celular brasileiros. É claro que, pelos poderes de Murphy, meu provedor não estava no meio. A Vivo.

Blog assorted pics

Selecionei a Claro mesmo e concluí o assistente, nomeando a conexão criada como Vivo ZAP.

Blog assorted pics
Logo a seguir abri o editor de conexões para acertar a configuração para usar o Vivo ZAP.

Blog assorted pics

As telas abaixo dispensam comentários.

Blog assorted pics

Blog assorted pics
E lembrando que o usuário é vivo e a senha é vivo. E é isto. Tudo funcionando!

Subversion no Qnap TS-109

Após comprar meu NAS Qnap TS-109 e fuçar suas configurações, dar uma olhada no sistema de arquivos, ligar o MySQL, o FTP e o Apache, percebi que seria uma boa configurar um servidor Subversion nele.

Após consultar o Oráculo encontrei dois sites muito úteis: o Wiki e o Fórum da Qnap.Visitando o fórum percebi que existe uma maneira bem prática de se instalar um aplicativo qualquer no NAS. É só usar o IPKG.

O ipkg é um gerenciador de pacotes no estilo apt-get e yum, mas voltado para dispositivos móveis. Como a arquitetura do meu NAS é ARM, similar aos handhelds que comumente rodam o ipkg, a própria Qnap adicionou suporte à este gerenciador de pacotes, denominando o pacote QPKG.

Para adicionar suporte ao ipkg foi bem simples, foi só atualizar o firmware do NAS, e depois seguir as instruções que o próprio site da Qnap oferece.

Instalado o QPKG, ficou bem simples instalar o Subversion:

#ipkg update
#ipkg install svn

E está instalado!

Repos

Instalado o Subversion, criei um diretória para conter o repositório que guardará meus dados. Para isto basta criar um Network Share,  que chamei de  Repos. Para criar basta entrar na página web do seu NAS e ir em Administration → Network Share Management. Por que não direto no shell? É por que os diretórios criados pela interface do NAS ficam disponíveis para o FTP, backup, Web File Manager, ACLs, sem dores de cabeça. Os diretórios criados assim ficam disponíveis como links simbólicos em /share.

Criado o diretório, foi só transformá-lo em um repositório SVN:

#svnadmin create /share/Repos

Daemon

Falta apenas ligar um daemon para que o SVN fique ativo a cada reboot. Para que isto funcione, criei um script autorun.sh no diretório de configuração do NAS. Este diretório reside na memória flash do danado, então é necessário montá-lo, criar o script, tornar o script executável, desmontá-lo. E foi o que fiz:

# mount -t ext2 /dev/mtdblock5 /tmp/config
# vi /tmp/config/autorun.sh

Editei o arquivo com o Vi, inserindo o seguinte conteúdo:

#!/bin/sh

#sym-link /opt to /opt
rm -rf /opt
ln -sf /share/MD0_DATA/.qpkg/Optware /opt

#export PATH
export PATH='/bin:/sbin:/usr/bin:/usr/sbin:/usr/bin/X11:/usr/local/sbin/opt/bin:/opt/sbin'

#run Optware packages start scripts
for optscript in `ls /opt/etc/init.d/S* | grep -v '~' | sort`
${optscript}
done
# chmod +x /tmp/config/autorun.sh
# umount /tmp/config

Isto faz com que quaisquer scripts que residam em /opt/etc/init.d/, e cujo nome comece com S, sejam rodados em ordem alfanumérica.

Só faltou criar o script que inicia o daemon do SVN:

#mkdir /opt/etc/init.d
#vi /opt/etc/init.d/S01svnserve

Com o seguinte conteúdo:

/opt/bin/svnserve -d -r /share/Repos

Testei em meu laptop com um:

svn list svn://IPdoNAS/

E tudo ok!

Fechando

O Qnap TS-109 me surpreendeu por sua flexibilidade. Muitos dispositivos por aí rodam com Linux embarcado, mas poucos se preocupam em oferecer ao usuário a possibilidade de extrair mais deste excelente SO, não se diferenciando de produtos que rodam com SO proprietário.

Mas o TS-109 é uma exceção. Só o fato de disponibilizar os pacotes Optware através do ipkg já se abrem as portas para inúmeros aplicativos, dentre eles o Subversion.